ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

O conteúdo desta página só pode ser visualizado na vertical!


imagem
Revista PORT.COM • 17-Mar-2017
Trabalhadores estrangeiros em Angola vão ter de receber em kwanzas



Emigrantes só vão poder ter contratos com duração máxima de três anos. Salários passarão a ser pagos na moeda angolana e as transferências para o exterior serão controladas.

As empresas angolanas só vão poder contratar trabalhadores estrangeiros não residentes por 36 meses e os pagamentos serão feitos exclusivamente em kwanzas. Caberá ao Banco Central de Angola decidir o montante das transferências para o exterior, segundo nova legislação.

Um decreto presidencial datado de 6 de março, visa regular o exercício da atividade profissional do trabalhador estrangeiro não residente. Segundo o texto do documento, pretende-se obter "um tratamento mais equilibrado" entre nacionais e expatriados.

Sobre trabalhador estrangeiro não residente, é entendido um cidadão de outra nacionalidade, que "não residindo em Angola, possua qualificação profissional, técnica ou científica, em que o país não seja autossuficiente, contratado em país estrangeiro para exercer a sua atividade profissional em território nacional por tempo determinado".


Etiquetas
Partilhar

NOTÍCIAS RELACIONADAS
OPINIÃO
Portugal, o segundo país da Europa com mais emigrantes
Daniel Bastos
Historiador
As Comunidades Portuguesas e os Municípios
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelas comunidades
Mercado Imobiliário: Algarve, destino de eleição para portugueses e franceses
Pedro Rosa
Consultor imobiliário
DISCURSO DIRETO
Depois de África e América, viver no Reino Unido
Tiago Oliva
REINO UNIDO
A aventura de trabalhar na Argélia
Pedro Miguel Ramos
ARGÉLIA
Um MBA na China, uma experiência internacional
Filipe Castro
CHINA
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ