ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

O conteúdo desta página só pode ser visualizado na vertical!


imagem
Revista PORT.COM • 17-Mar-2017
Trabalhadores estrangeiros em Angola vão ter de receber em kwanzas



Emigrantes só vão poder ter contratos com duração máxima de três anos. Salários passarão a ser pagos na moeda angolana e as transferências para o exterior serão controladas.

As empresas angolanas só vão poder contratar trabalhadores estrangeiros não residentes por 36 meses e os pagamentos serão feitos exclusivamente em kwanzas. Caberá ao Banco Central de Angola decidir o montante das transferências para o exterior, segundo nova legislação.

Um decreto presidencial datado de 6 de março, visa regular o exercício da atividade profissional do trabalhador estrangeiro não residente. Segundo o texto do documento, pretende-se obter "um tratamento mais equilibrado" entre nacionais e expatriados.

Sobre trabalhador estrangeiro não residente, é entendido um cidadão de outra nacionalidade, que "não residindo em Angola, possua qualificação profissional, técnica ou científica, em que o país não seja autossuficiente, contratado em país estrangeiro para exercer a sua atividade profissional em território nacional por tempo determinado".


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A Lei da Nacionalidade
José Cesário
Deputado do PSD eleito pelo círculo da emigração
As remessas dos emigrantes
Daniel Bastos
Historiador
Estudar em Inglaterra é (excessivamente) caro... Será que vale a pena?
Catarina Demony
Co-Autora do projeto Little Portugal
DISCURSO DIRETO
Um revés inesperado antes de chegar ao Reino Unido
Sérgio Fonseca
REINO UNIDO
Viver no Dubai, uma experiência incomparável
Sónia Costa
EMIRADOS ÁRABES UNIDOS
Como é ser um português recém-chegado a Nova Iorque
David Salgado
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ