ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

O conteúdo desta página só pode ser visualizado na vertical!


imagem
Revista PORT.COM • 07-Fev-2017
Embaixada de Portugal na Líbia não reúne condições de segurança



Além dos problemas de segurança, a Líbia atravessa outros graves problemas, principalmente de abastecimento de eletricidade (em algumas áreas os cortes ultrapassam as 18 horas), água e outros serviços básicos.

O ministro dos Negócios Estrangeiros disse, em Bruxelas, que o Governo tenciona reabrir a embaixada de Portugal na Líbia, mas considera que ainda não estão reunidas as condições de segurança, pelo que ainda não há uma data prevista.

Depois de, no domingo, o enviado especial das Nações Unidas para a Líbia, Martin Bobler, ter anunciado que a ONU vai regressar "muito em breve" a Trípoli e de ter pedido aos países europeus para fazer o mesmo e reabrirem as embaixadas nesta capital, Augusto Santos Silva indicou que, efetivamente, "o Governo português tem a intenção de reabrir a sua embaixada na Líbia logo que as condições o permitirem", o que considera não ser ainda o caso.

"Ainda não estão reunidas as condições de segurança e, portanto, a reabertura ainda não tem uma data prevista", declarou, numa conferência de imprensa após uma reunião dos chefes de diplomacia da UE.

Santos Silva lembrou que neste momento é o "embaixador em Tunes que ao mesmo tempo representa Portugal junto das autoridades líbias" e sublinhou os contributos de Portugal para o processo de estabilização na Líbia, levados a cabo no âmbito da União Europeia.

Numa entrevista concedida no domingo à agência EFE na capital da Tunísia, o enviado especial da ONU considerou que a reabertura das representações diplomáticas dos países europeus seria um gesto para as pessoas que sofrem e um sinal que contribuiria para incentivar o processo de paz e reconstrução.

No entanto, o diplomata alemão admitiu que existem problemas de segurança no país, onde não há uma autoridade policial unificada e a lei é imposta por milícias que controlam os seus distritos.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Portugal, o segundo país da Europa com mais emigrantes
Daniel Bastos
Historiador
As Comunidades Portuguesas e os Municípios
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelas comunidades
Mercado Imobiliário: Algarve, destino de eleição para portugueses e franceses
Pedro Rosa
Consultor imobiliário
DISCURSO DIRETO
Viver no Dubai, uma experiência incomparável
Sónia Costa
EMIRADOS ÁRABES UNIDOS
Como é ser um português recém-chegado a Nova Iorque
David Salgado
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
Depois de África e América, viver no Reino Unido
Tiago Oliva
REINO UNIDO
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ