ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

O conteúdo desta página só pode ser visualizado na vertical!


imagem
Revista PORT.COM • 17-Jan-2017
Treinadores emigrados já injetaram mais 360 milhões de euros em Portugal no século XXI



Clubes treinados por José Mourinho já investiram mais de 177 milhões em jogadores do futebol português. Nuno Espírito Santo também ultrapassou a fasquia dos 100 milhões, com a maior parcela destinada ao Benfica.

Os treinadores nascidos em Portugal já deixaram nos cofres dos clubes portugueses mais de 360 milhões de euros no século XXI, de acordo com contas efetuadas pelo sítio online Transfermarkt. José Mourinho é quem responde pela fatura mais alta, com mais de 177 milhões de euros investidos em jogadores do futebol português, com nomes como Nuno Espírito Santo, Leonardo Jardim e até Marco Silva a acompanhá-lo.

Nas passagens pelo Chelsea, Inter de Milão e Real Madrid, Moutinho contratou jogadores de clubes portugueses, como Ricardo Carvalho, Paulo Ferreira, Ricardo Quaresma e Di Maria. Este último foi o jogador que “obrigou” um clube estrangeiro treinado por um português a despender a quantia mais alta a um clube luso: 33 milhões de euros, do Real Madrid para o Benfica.

Já Nuno Espírito Santos, em apenas época e meia no Valência, ultrapassou a fasquia dos cem milhões de euros. O Benfica foi o principal beneficiário das transferências feitas durante a passagem por Espanha do atual treinador do FC Porto, devido às contratações de jogadores como Enzo Pérez, João Cancelo, André Gomes e especialmente Rodrigo, que custou 30 milhões de euros, a segunda contratação mais cara dentro deste leque.

Leonardo Jardim foi o treinador que convenceu um clube estrangeiro a oferecer mais por um jogador compatriota, quando o Mónaco pagou 15,75 milhões para contratar Bernardo Silva, também ao Benfica.

Marco Silva foi o treinador a contratar mais recentemente em Portugal. Apesar de apenas na semana passada ter sido apresentado como novo técnico do Hull City, já convenceu o clube inglês a pagar 2,5 milhões para contratar Evandro ao FC Porto, elevando para quase seis milhões a sua contabilidade nas contratações em Portugal.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Portugal, o segundo país da Europa com mais emigrantes
Daniel Bastos
Historiador
As Comunidades Portuguesas e os Municípios
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelas comunidades
Mercado Imobiliário: Algarve, destino de eleição para portugueses e franceses
Pedro Rosa
Consultor imobiliário
DISCURSO DIRETO
Depois de África e América, viver no Reino Unido
Tiago Oliva
REINO UNIDO
A aventura de trabalhar na Argélia
Pedro Miguel Ramos
ARGÉLIA
Um MBA na China, uma experiência internacional
Filipe Castro
CHINA
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ