ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

O conteúdo desta página só pode ser visualizado na vertical!


imagem
Revista PORT.COM • 14-Mar-2017
TEDx chega a Cabo Verde para ligar país ao mundo e à diáspora



O TEDx Cabo Verde tem como objetivo apostar nas competências dos jovens e na participação cívica da juventude cabo-verdiana.

A cidade da Praia acolhe no próximo sábado, pela primeira vez, o TEDx, um programa de palestras organizado de forma independente e dedicado à difusão de ideias, que pretende ligar Cabo Verde ao mundo e à sua diáspora.

O TED (em português: Tecnologia, Entretenimento e Design) é um evento anual criado há 26 anos no Estado norte-americano da Califórnia e que reúne os principais pensadores e fazedores do mundo para compartilhar ideias de qualquer área, desde as tecnologias, entretenimento e design, à ciência, humanidades, negócios e desenvolvimento.

Em 2009, o TED criou o TEDx, eventos locais e organizados de forma independente, que reúnem pessoas para partilhar as suas ideias em palestras que duram 18 minutos.

No espaço lusófono, os TEDx já foram realizados em Portugal, Brasil, Angola, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste e agora chegam a Cabo Verde, organizados por 12 jovens que têm em comum a paixão pelas tecnologias.

"Todos os que fazem parte da equipa são apaixonadas pelo TED, sendo que muitos nasceram na diáspora, como é o meu caso, apesar de ser cabo-verdiano, ou então estudaram lá fora e tiveram contacto com os eventos TED e sempre sonharam organizar este evento em Cabo Verde", disse à agência Lusa Pedro Lopes, da organização.

Além de cabo-verdianos que nasceram ou estudaram no estrangeiro, Pedro Lopes informou que a equipa organizadora conta com portugueses e pessoas que nunca saíram de Cabo Verde, mas que são "apaixonadas" pelo TED.

Na cidade da Praia, o TEDx terá como tema "Conexão", cujo objetivo é "criar uma plataforma de apresentação, discussão e difusão de ideias inovadoras e inspiradoras, contribuindo para conectar Cabo Verde ao mundo e à sua diáspora".

"Cabo Verde tem tido recentemente vários projetos que nascem unicamente da sociedade civil e de uma juventude que começa a dizer presente e deseja assumir um papel determinante no país. É esta juventude que quer um país capaz de acompanhar o ritmo do mundo, e vê a inovação e tecnologia a Conexão à Aldeia Global", sustentou.

Pedro Lopes afirmou que a sociedade civil cabo-verdiana tem se mostrando "bastante interessada" com o evento, tendo a organização recebido quase uma centena de candidatos a oradores, tando de Cabo Verde como do estrangeiro.

"Vamos ter oradores do mundo inteiro com destaque para Moçambique e Portugal, mas também com a presença forte da nossa diáspora, uma aposta da organização, com oradores de origem cabo-verdiana a virem do Luxemburgo, da Bélgica e dos Estados Unidos da América", apontou.

Pedro Lopes destacou ainda as "parcerias fortes" do Governo cabo-verdiano, através do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, o Instituto Pedro Pires, a Embaixada dos Estados Unidos em Cabo Verde e diversas empresas cabo-verdianas.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Portugal, o segundo país da Europa com mais emigrantes
Daniel Bastos
Historiador
As Comunidades Portuguesas e os Municípios
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelas comunidades
Mercado Imobiliário: Algarve, destino de eleição para portugueses e franceses
Pedro Rosa
Consultor imobiliário
DISCURSO DIRETO
Depois de África e América, viver no Reino Unido
Tiago Oliva
REINO UNIDO
A aventura de trabalhar na Argélia
Pedro Miguel Ramos
ARGÉLIA
Um MBA na China, uma experiência internacional
Filipe Castro
CHINA
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ