ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

O conteúdo desta página só pode ser visualizado na vertical!


imagem
Revista PORT.COM • 23-Fev-2017
Macaenses aprendem o crioulo que incorpora português e chinês



O curso é aberto a todos, mas foi particularmente pensado para a comunidade macaense.

Vários macaenses marcaram ontem presença na primeira aula de patuá, crioulo de base portuguesa de Macau, na Universidade de São José (USJ), na esperança de aprenderem mais sobre a história e a língua falada pelos seus avós.

As aulas de patuá são um projeto antigo do linguista Alan Baxter, antigo diretor do Departamento de Português da Universidade de Macau (2007 - 2011) e especialista em crioulos de base portuguesa, que no ano passado regressou a Macau para dirigir a Faculdade de Humanidades da USJ.

"É importante [organizar estas aulas] porque não se fazem noutra instituição e acho importante a comunidade conhecer mais a realidade da sua língua tradicional, saber mais sobre a história, também sobre o funcionamento da língua, quais são as palavras que a integram e como é a gramática da língua", explicou, indicando que "não são precisamente aulas de patuá", mas "um curso sobre a escrita em patuá", em que se vão ler textos em patuá dos séculos XIX e XX.

No entanto, "é bem provável que alguns [alunos] saiam falando alguma coisa", já que vão ser lidas e representadas peças de teatro nas fases finais.

O patuá, derivado do crioulo 'kristang' de Malaca e que incorpora português e chinês, foi em tempos língua corrente da comunidade macaense, mas acabou por cair em desuso. Hoje, o dialeto é preservado essencialmente através do grupo de teatro Dóci Papiaçam di Macau, que encena uma peça por ano maioritariamente falada no crioulo.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A Lei da Nacionalidade
José Cesário
Deputado do PSD eleito pelo círculo da emigração
As remessas dos emigrantes
Daniel Bastos
Historiador
Estudar em Inglaterra é (excessivamente) caro... Será que vale a pena?
Catarina Demony
Co-Autora do projeto Little Portugal
DISCURSO DIRETO
Um revés inesperado antes de chegar ao Reino Unido
Sérgio Fonseca
REINO UNIDO
Viver no Dubai, uma experiência incomparável
Sónia Costa
EMIRADOS ÁRABES UNIDOS
Como é ser um português recém-chegado a Nova Iorque
David Salgado
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ